terça-feira, 15 de maio de 2012

PIODERMITE SUPERFICIAL EM CÃES




A piodermite é a dermatopatia que com maior freqüência se diagnostica na clínica canina (LORENZ, 2002). O principal agente etiológico isolado das lesões é Staphylococcus pseudointermedius.


Classicamente se classificaram as piodermites caninas segundo a profundidade que tenha a infecção. Os processos muito superficiais (pseudopiodermites) não requerem o uso de antibióticos sistêmicos, sendo suficiente a aplicação de tópicos e o controle dos fatores causadores.

No entanto, é necessário um tratamento antibiótico sistêmico nas piodermites superficiais (impetigo, foliculites),e nas profundas (furunculoses, celulites, pododermatitie). (SPINOSA, 2006)

Não se deve esquecer que os antibióticos sistêmicos são somente uma parte da terapia, já que para uma adequada resolução destes processos se deve sempre eliminar ou controlar os fatores predisponentes e/ou causadores (sarnas, alergias, etc). Além do antibiótico o tratamento tópico é preconizado também.

É muito importante ter em conta que a maioria das piodermites são secundárias, sendo numerosas as circunstâncias que predispõem à infecção: fatores físicos (traumatismos, corpos estranhos..), malformações anatômicas (vincos), parasitas externos (demodiciose, escabiose), transtornos pruriginosos (dermatites atópica, reações adversas aos alimentos), da queratinização epidérmica (seborreia) ou folicular (displasias foliculares), endocrinopatias (hipotiroidismo, hiperadrenocorticismo), etc.

A piodermite recorrente é definida como a infecção bacteriana repetida que responde de forma completa ao tratamento antibacteriano sistêmico e tópico, deixando o animal aparentemente normal entre episódios. Uma porcentagem alta de caninos com piodermite recai depois de uma recuperação aparentemente completa. (COELHO, 2006). Se todas as causas prováveis forem excluídas e as recidivas são muito freqüentes então protocolos de Pulsoterapia ou Imunoterapia seram preconizadas.

Causas Subjacentes de Piodermites Recorrentes


DeBoer desenvolveu as subdivisões mais lógicas ao examinar as possíveis causas subjacentes da piodermite canina recorrente. Esta lista é uma adaptação de sua classificação.

1.Doença cutânea subjacente persistente

2.Hipersensibilidade bacteriana( hipersensibilidade a toxinas bacterianas)

3.Imunodeficiencia

4.Cepas resistentes de Staphylococcus pseudintermedius

5.Piodermite não estafilocócica (CONCEIÇÃO, 2000)


Dra. Andrea F. Nagelstein- PELEPET


10 comentários:

  1. Bom dia! Tenho uma Dachschund de 3 meses, a Mel. Ela começou com uma coceira que eu achava que era a costura da roupinha que esta irritando, pós estava muito frio. Acontece que tirei a roupinha e vi que. Estava com uma queda de pelo no local que mais coçava (em cima da patinha esquerda). Percebi que há ouutros locais do corpo que ela coça e que cai o pelo, muito parecido com a foto acima. Eu tinha dado banho a seco e pensei que pudesse ser alergia ao produto, entao suspendi o banho. Mas a coceira continuou. Levei no veterinário na loja em que a comprei, aqui em Porto Alegre. Ele disse que era uma dermatite mas nao soube explicar a causa,nem nada direito. Prescreveu cefálexina 75mg, meio comprimido por dia. Depois mudou de idéia e disse para dar meio comprimido a cada 12hs. Eu nao fiquei muito confiante. Mas estou dando o medicamento. Ela é muito pequena, tem 800g, e tenho medo de estar dando errado a medicacçao. Minha duvida é se pode ser alergia, e se o uso da cefálexina é indicado?

    ResponderExcluir
  2. Olá.Referente a sua dúvida, é sempre necessário ser realizado exames parasitológicos de raspagem e cultura fúngica para descarte de ácaros e fungos como diagnóstico diferencial das alergias.
    Não sendo ácaros causadores das sarnas e nem fungos causadores da dermatofitose, daí sim procurar uma causa alergica.
    a coceira pode ser devido a piodermite sim, e o uso de antibiotico deve ser preconizado.Mas vale lembrar que na maioria das piodermites existe uma causa de base que a precipita . abraço

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Tenho um Weimaraner de 10 meses e ele está com escamação na pelagem, bem como falhas como no cão acima.Estamos preocupados pois já fizemos exames de sangue e está tudo ok. Foi feito tratamento com pomadas corticóide, Periodsona, etc, e não está resolvendo. A veterinária sugeriu que fosse alergia a pulgas, mas usamos os shampoo e My pet para evitar . Como devo procedor.

    ResponderExcluir
  4. Olá prop do Weimaraner,
    A descamação pode ser oriunda da Piodermite ( agentes bacteriano), como dermatofitose( fungos).
    Deve saber qual o agente envolvido para tratar com antibiotico ou antifúngico.
    Se for a piodermite(bacteria). Essa pode ter origem alérgica sim. Então se a suspeita for pulgas, um rígido controle de pulgas deverá ser instituído para evitar assim a recidiva das lesões.
    abraço

    ResponderExcluir
  5. Olá
    minha basset apresenta alguns inchaços na parte superior das orelhas. apareceu logo após um ataque de carrapatos , creio que devido a sua imunidade baixa. acredito que seja acne canina , porem os mesmos apresentam pouco pus , só um exudado liquido com um pouco de sangue. devo espremer e passar pomada? ou aguardar e observar se os mesmos nao evoluem ? abraço

    ResponderExcluir
  6. Ola, Drª meu nome e Marjorie e tenho uma cachorrinha poodle, ela tem 48 dias, e de tres dias pra ca apareceu umas bolinhas na barriga dela, parece pus dentro. Hoje uma delas ja estava meio murchina. O que pode ser, poderia me orientar quanto a isso?

    ResponderExcluir
  7. Olà Regis!
    Os carrapatos são ectoparasitas agressivos para a pele dos cães, causam injúrias teciduais nos locais de suas picadas.
    imagino que possa estar se referindo a este tipo de lesão. Dê uma lida em Prurigo estrófulo, que são vesículas pruriginosas que surgem nos locais das picadas..
    Dependendo do caso é necessário terapia sim.
    Não recomendo que "esprema" não.
    É muito importante que seja realizado exames de sangue a procura de doenças parasitárias causadas por carrapatos!

    ResponderExcluir
  8. Marjorie!
    Pustulas abdominais em filhotes geralmente são secundárias a doenças infecto contagiosas( viroses), Parasitárias( exemplo Demodicose, endoparasitas) , alérgicas ( de contato)...
    Exames complementares de exclusão são preconizados, afim de diagnóstico.
    Converse com o vet dela.
    Abraço

    ResponderExcluir
  9. Olá tenho Pinscher chamado Theo ele começou a coçar muito na região lombar, ministrei vários banhos com sabonetes ante-pulgas mas não obtive nenhum resultado. agora viajei e quando retornei alguns dias despois, me deparei com várias feridas onde ele estava coçando. O que pode ser ? Tem algum medicamento que poderia usar ???

    Grata

    ResponderExcluir
  10. Oi Mari!
    É sempre dificil dizer o que está acontecendo com o pet via emails, mas leve-o no seu veterinário para observar essas lesões, se foram provocadas pela coceira , e se tem que entrar com algum medicamento( antibiotico e/ou antihistaminico)
    Se for Alergia a Picadas de pulgas
    aplique um bom antipulgas pour-on( aqueles que se aplica na pele da região cervical/nuca). Aplique com um intervalo curto entre cada aplicação, como a cada 14dias durante essa fase de crise, e após mantenha-o ativo sempre( com apliccações regulares). Observe se não reduz a coceira e crises no futuro, pode ser que seja alérgico a elas!

    ResponderExcluir